Afinal de contas, o que é o Dia dos Vampiros?

Back to Blog

Afinal de contas, o que é o Dia dos Vampiros?

Olá, leitores!

Aqui é a Dri Bzahr e após algum tempo sem escrever nada para vocês, eis me aqui para falar sobre o Dia dos Vampiros. Motivo: após observar uma discussão sobre o tema há algumas semanas atrás, eu notei que algumas pessoas ainda não sabem exatamente o que esta data significa, quais são os seus propósitos e tudo o mais. Então, estou aqui para esclarecer alguns pontos muito importantes e também dar minha opinião sobre a importância desta campanha.

O Dia dos Vampiros é uma causa social que foi idealizada pela cineasta, atriz e escritora Liz Marins (também conhecida pela sua personagem Liz Vamp) e que teve sua primeira edição em 13 de Agosto de 2002 na cidade de São Paulo. Desde então, a campanha tem sido adotada em diversas cidades do Brasil e do mundo. Isso mesmo, o Dia dos Vampiros já é “celebrado” mundialmente, chamando atenção para as suas três bandeiras, os três motivos da sua existência, que são:

Art by Kass Amorim e Kayan

1 – O incentivo à doação de sangue;
2 – A luta contra rótulos, discriminações e preconceitos de qualquer espécie;
3 – O incentivo à diversidade artística;

Acredito eu que não há tanta resistência quando falamos em ajudar o próximo (que poderia ser qualquer um de nós ou de nossas famílias ou círculos de amizade) com uma simples doação de sangue.

[Por sinal, você sabia que uma bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas? Ou ainda a vida de 10 crianças? Pois é. E os hemocentros vivem divulgando que estão com os estoques baixos e não é novidade vermos pessoas desesperadas, pedindo doação de sangue de um determinado tipo para um parente ou amigo.

Mas na hora de doar sangue que será utilizado em um desconhecido, parece que fica mais difícil, não? Por que? Podia ser um familiar, um amigo…Pensem nisso.]

Porém, é necessário deixar claro que este não é o único objetivo do Dia dos Vampiros. As outras bandeiras sustentadas pela campanha são igualmente importantes.

O Dia dos Vampiros não apoia a luta contra apenas um determinado tipo de preconceito ou discriminação como muitas bandeiras que são erguidas em tantas outras campanhas (discriminatórias por si só), mas sim a luta contra TODOS OS TIPOS DE RÓTULOS, PRECONCEITOS E DISCRIMINAÇÕES!

Sabe por quê? Porque a discriminação e o preconceito também matam, também destroem vidas! A falta de conhecimento, de entendimento, de respeito e de empatia abrem as portas para o ódio, para a violência, para a exclusão e, consequentemente, para a perseguição, para a destruição e para a morte.

Então realmente não adianta apenas doar sangue para salvar vidas, mas também existe a necessidade da conscientização de que nem tudo aquilo que foge do padrão, representa um perigo.

A terceira bandeira fala sobre o apoio à diversidade artística.

Acredito que se você está aqui é porque tem a mente aberta para conhecer formas de arte diferentes não só em sua apresentação, mas também em seus propósitos (ou falta deles) e em suas raízes. Esta bandeira, por incrível que pareça, também está relacionada também à luta contra o preconceito e a discriminação.

Infelizmente, muitos artistas acabam não sendo reconhecidos como tais, por mais que seu trabalho seja resultado de muito talento e empenho, justamente por causa da falta de conhecimento, entendimento e respeito pelo que é diferente do padrão cultural vigente. Acreditem, esse preconceito acontece aqui nesse país chamado Brasil, que também é mundialmente conhecido pela sua diversidade cultural (ué?). Sem falar nas “perseguições” e no assédio que alguns artistas ditos “alternativos” acabam sofrendo pelos motivos que eu citei acima.

Diversidade existe, o problema é que ela não é divulgada pela mídia, logo, passam despercebidas ou são mal compreendidas.

Porém, eu costumo dizer que quando acreditamos em algo, quando apoiamos uma causa de todo o nosso coração, não existe obstáculo que não possa ser removido, não existe rocha que não possa ser perfurada.

Desde 2003 o Dia dos Vampiros passou a fazer parte do Calendário Oficial de Eventos da cidade de São Paulo (Lei 13.650 de 23 de setembro de 2003). Você sabia disso? Pois é, meu leitor. Em São Paulo o Dia dos Vampiros está garantido por lei.

Existem informações de que o projeto de lei que visa oficializar o Dia dos Vampiros também no calendário do Distrito Federal foi protocolado recentemente, porém deve ser votado somente no ano que vem.

Enfim, o Dia dos Vampiros não tem e nunca teve como objetivo homenagear nenhuma “tribo” ou subcultura. Não é dia de homenagem aos góticos e muito menos às pessoas que gostam de se vestir como o Conde Drácula ou como o Príncipe das Trevas e suas respectivas noivas. É algo sério, uma causa social com intenções bastante nobres e que deveria ser tratada como tal pela imprensa e não com manchetes e notas mal redigidas ou ainda redigidas com tons jocosos.

Bom, acho que ficou bem claro agora que o Dia dos Vampiros é uma campanha em prol da vida, da liberdade e da diversidade, não?

Qualquer dúvida, meu querido leitor, basta deixar nos comentários aí embaixo ou me procurar no facebook. Vocês também podem visitar a página oficial do Dia dos Vampiros clicando aqui ou o site oficial www.diadosvampiros.com.br

Até a próxima!

Facebook Comments

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Blog