Back to Blog
Rise-of-Empires-Otoman-Dracula-vs-Mehmed-Netflix

DRÁCULA VS SULTÃO MEHMED NA NETFLIX

DRÁCULA VS SULTÃO MEHMED NA NETFLIX: Em algum momento ao final do último ano estreou Rise of Empire: Otoman Mehmed vs Dracula uma série esquema “Doc Drama” deliciosa. Ela aborda a disputa entre os personagens títulos e uma batalha que durou cerca de um mês, quando o Império Otomano atravessa o Danúbio e vem atrás de Vlad III ou Vlad o Impalador. Diferentemente do que se conta na cultura popular Vlad e seu irmão Radu foram criados juntos do futuro Sultão Mehmed II como irmãos.

Eles foram educados e treinados militarmente pelo mais poderoso império do seu tempo e conseguiram chegar na idade adulta graças a isso. Então a história é mais sobre a ingratidão de Vlad e as inevitáveis disputas de figuras de autoridade em dois reinos e como os personagens principais são pegos neste fogo cruzado. Fato: Se os jovens tivessem ficado na Wallachia, Vlad e Radu teriam sido mortos ainda na adolescência. Teriam sido vítimas de destinos trágicos como de seu outro irmão e do pai pelas mãos dos Boiardos.

Sem dúvida faltaram alguns elementos bem interessantes que se enquadram nos pormenores da abordagem de um Drácula histórico e a série apela para algumas soluções mais simples, entretanto se você tem interesse nisso experimente ler Mistérios Vampyricos: Arte do Vampyrismo Contemporâneo (Madras Editora, 2014), disponível aqui.

Pontos altos da série: Tudo que pesquisei durante décadas transcrito e transposto para o “screen” junto com as falas de pesquisadores que admiro e respeito. Destaque para a abordagem focalizada nas crônicas muçulmanas e dos seus militares sobre o embate dos dois personagens. O argumento parece se desenhar sobre o livro Dracula´s War do James Watersson, que faz uma ponta inclusive.

Assisti a temporada 2 e fiquei contente por terem apresentando de maneira bem organizada muito conteúdo ausente no Brasil sobre o Drácula histórico: Vlad Bassarabi ou Vlad III Draculesti o Impalador. O que engrandece sua figura naquilo que ele acabou sendo e não tanto na idealização de um herói anti-otomano / anti-muçulmano que se popularizou dado o investimento nessa mítica contando com o apagamento no ocidente da visão muçulmana dele. Tanto que esta série é a primeira a trazer este conteúdo abertamente na cultura pop.

O foco da série é o Sultão Mehmed II, ao meu ver um personagem ausente nas obras ocidentais do contexto quando o assunto é o Drácula histórico, exceto na Rede Vampyrica e nas páginas de nossa revista semestral. É bem verdade que historicamente o sultão acabou vencendo a contenda. E seu império otomano manteve a região da atual Romênia por quase 400 anos após a derrota de Vlad.

Rise of Empires Otoman Dracula vs Mehmed Netflix

Pontos baixos da série: A mistura drama e a palavra dos pesquisadores torna a narrativa um pouco mais arrastada, muitas vezes com os especialistas descrevendo o que acabamos de ver ser encenado pelos atores. Se você assistir como público isso pode ser chato. Entretanto, para mim não incomodou tanto.

Talvez o que mais tenha me desanimado foi uma vez mais ver Radu, O Belo ser subestimado como personagem. Pensa comigo, o cara era um general importante históricamente falando dos muçulmanos, quase tomou Constantinopla… teve até que esperar o Mehmed adentrar primeiro a cidade para não ficar chato; derrotou uma das mais perigosas tribos de inimigos do império e tal. Nesta série ele é apresentado de maneira tímida e desprovido de sua própria história.

POR UM OLHAR MAIS AMPLO DO DRÁCULA HISTÓRICO

Não é de hoje que na Rede Vampyrica que abarcamos este olhar muçulmano sobre o chamado Drácula histórico. Temos artigos sobre isto nas edições recentes da Strigoi Revita da Rede Vamp. Gostamos de estudar personalidades históricas associadas ao vampirismo não apenas na mistica, mas no conteúdo histórico para uma visão mais completa. Uma entrevista que pode clarear o olhar de quem curtiu o tema, foi com o historiador Mansour Peixoto do História Islâmica:

Facebook Comments

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back to Blog