Cruxshadows, Massive Ego, Farblos e Cabaret Nocturne na #RedeVampNights deste sábado 24.08

Back to Blog
Cruxshadows
Cruxshadows

Cruxshadows, Massive Ego, Farblos e Cabaret Nocturne na #RedeVampNights deste sábado 24.08

RedeVampSite

Cruxshadows, Massive Ego, Farblos e Cabaret Nocturne na #RedeVampNights prometem uma noite grandiosa na charmosa Estação Madame neste sábado 24 de Agosto! Então não perca tempo e já se inscreva em nossa lista amiga e pague só R$20 de Entrada ou R$40 de Consumação! E olha no Domingo 25 tem o #CineMadameRedeVamp, leia mais aqui!

Além do super especial e dos Top5s contaremos com a participação de uma linda apresentação das bailarinas Fátima Sanchez e Hari Om Shanti com seu Tribal Fusion e vai ser incrível! Também recebemos os DJS Ives Morgen (Acidic Infektion e Residente de Fangxtasy, Carmilla e Bazar Rede Vamp) e o Ray A Cura (Madame e A Cura Bar). Os especiais e os top 5s ficam por conta de Lord A:. (Vox Vampyrica e Rede Vamp Nights). Mas vamos agora falar das bandas da vez!

CRUXSHADOWS

The Cruxshadows

RedeVampNights no sábado 24 de Agosto terá especial Cruxshadows, banda Darkwave e com pitadas de Synthpop surgida em 1992 na cidade Tallahassee, Florida (região de onde também veio outra banda interessante que é a Ego Likeness), residindo atualmente em Jacksonville. Seu frontman é o Rogue, figura carismática e singular!

Cruxshadows teve diversas formações e no final dos anos anos 90 chamou a atenção pela violinista Rachell O´Donnel e sua participação nos eventos da Comunidade Vamp Norte Americana, nos festivais germânicos e posteriormente também nas Dragon Con e eventos Geeks. Por onde passa o The Cruxshadows sempre chama a atenção e já obteve destaques em importantes charts musicais no hemisfério norte.

Suas letras e mesmo a musicalidade é amplamente influenciada e inspirada no hermetismo, nas mitologias gregas e egípcias e com referências a personagens sempre interessantes de todas elas. A banda e suas músicas também são mencionadas por autores como Caitlín R. Kiernan,Sherrilyn Kenyon,e John Ringo.Seus músicos e menções as suas letras já figuraram nas páginas dos quadrinhos The Dreaming, universo expandido de Sandman pelo selo DC/Vertigo e até mesmo no seriado CSI no sétimo episódio da oitava temporada.

No sábado 24 de Agosto teremos um especial bem dançante com cerca de 50 Minutos se ninguém se empolgar muito… mas podemos ampliar esse tempo dependendo da empolgação de vocês! Então já sabem estejam lá na #PistinhaDoMadame

MASSIVE EGO

Massive Ego

MASSIVE EGO, embora aparentemente pareça ser uma banda recém surgida por aqui, os caras começaram ainda lá em 1996! Isso se deve ao fato de sua fase mais “dark” ter começado só mesmo assumidamente em meados de 2013-2014. Mas tenha calma vamos contar isso melhor neste “post”.

Antes de continuarmos, aproveita e já se inscreve em nossa Lista Amiga você ganha mimos especiais, valor diferenciado na entrada ou na consumação! Clica no BOTÃO e se cadastra!

Os criadores do Massive Ego foram Marc Massive e Andy JT. Vamos falar rapidinho deles.O ex-modelo, curador de exposições de arte e DJ Marc Massive, teve o comecinho da carreira marcado pela participação como figurante da Boy George’s 90’s Jesus Loves You band. A imagem de Marc chamou a atenção em diversos clípes de Take That, Wet Wet Wet, Holly Johnson e até do duo sueco de power pop Roxette. A outra parte da dupla criativa responsável pelo Massive Ego nesta época foi o Andy JT. Desde então a banda passou por diversas formações, mas seu grande debut, sfoi o show no HQ club em Camden Lock, Londres, numa festa intitulada Club Skinny voltada para anos 80´s e um revival new romantics. A partir daí foram quase 17 anos de sucesso com lançamentos em diversas gravadoras e shows em diversos países no hemisfério norte…

Mas e aí como o som deles se voltou para uma pegada mais “sombria”?

Essa virada de carreira acontece em 2013 por conta do interesse de Marc Massive no EBM, Industrial e no contexto gótico de maneira mais focada e organizada. Seu envolvimento com o projeto Lia Organa and Eletric Prince na faixa Dead Silence, lançado pelo selo belga Black Leather Records e um clipe bem produzido pelo diretor polonês Suka Off; bem como remixes do The Horrorist and People Theatre foram o ponto marcante desta virada do Massive Ego.

Logo veio o suporte do produtor do Aesthesic Perfection e então Massive Ego caiu nas graças do selo alemão Out of Line Records em 2015. Que é mais ou menos quando a banda começa a despontar nos Djsets do Fangxtasy e nos programas das webradios Acidic Infektion (terror em engelblut) e Antena Zero (vox vampyrica) com o hit “I Idolize You” – que fez o pessoal do Estação Madame dançar bastante em nossas edições anteriores…

No ano de 2016 o Massive Ego comemorou 20 anos de carreira e tocou ao lado do Blutengel no Das Open Air Concert na cidade de Chemnitz e no Out Of Line Weekender em Berlin. Logo vieram os reviews e menções ultra elogiosas na revista SideLine Magazine e participações expressivas nos charts europeus. Depois foram a banda de abertura do próprio Blutengel durante a sua “Leitbild Tour”, os shows no Wave Gothic Treffen, Amphi Festivals e Whitby Goth Weekend.

Atualmente Massive Ego é formando por Marc Massive, Oliver Frost & Scott Collins e o TOP 5 deles acontece no #RedeVampNights no sábado 24 de Agosto na Estação Madame também chamado de #PistinhaDoMadame

FARBLOS

F. Karnstein, do Farblos

Farblos vem diretamente de Limburg/Lahn (Alemanha) com um darkwave romântico e bem “Vamp” ainda pouco conhecido no Brasil. É tentador começar a falar desta banda mencionando sua devoção e inspiração na produção musical de 80 e 90 com a utilização elegante e sofisticada de sintetizadores e tal. Só que FARBLOS (pode ser traduzido como sem cor) vai muito, muito além disso.

Tudo se inicia em meados de 2010 com o músico F. Karnstein (o próprio sobrenome é uma saborosa referência a maior vampira de todos os tempos: Carmilla Karnstein) e o seu projeto musical densamente inspirado em NewWave e Gothic.  “Diurnal Masque” e “Winterherz” (Coração Invernal, numa tradução livre) receberam bastante aceitação e o feedback positivo e lhe impulsionaram e o levaram para uma pegada mais Dark e Synthpop bem hipnótica interessantíssima.

Já em 2011 sua música “Du fällst” se destacou  no programa alemão “Dark Synthphony” da webradio “Radio Dunkle Welle” e logo a música conquistou o segundo lugar no popular chart dos ouvintes RDW´s. Os anos seguintes 2012 e 2013 foram bastante prósperos para o Farblos com artigos, participações e menções elogiosas nas publicações europeias e suas músicas nas mais importantes coletâneas de lá, como na Gothic Magazine e na Dark Feather. Diurnal Masque, Auf der Schwelle (No limiar, para uma tradução livre) e Reisen (viajando ou peregrinando) marcaram o período.

O cover de Hazy Shade of Winter, originalmente de Simon e Garfunkel, também se destacou e logo a Obscure Music assegurou uma produção em estúdio profissional, e o debut álbum se chamou Nothing Left e marcou a parceria com o produtor Fabian Zirkler. O primeiro aperitivo do novo álbum surge em abril de 2014 com a música Never Too Late, na coletânea Stairways Compilations. Discreto e reservado, Karnstein e seu trabalho incrível no Farblos podem ser acompanhados através da sua página oficial no FB e também no site deles.

CABARET NOCTURNE

Sid Le Rock do Cabaret Nocturne

Sid Le Rock, guarde bem este nome! Ele é a mente criativa e que produz os hits dançantes do Cabaret Nocturne, projeto belga que reúne o slo-mo do eletrônico com doses enteógenica de Dark Disco bem misturados com ambientações e atmosferas que remetem a filmes como Ghost in The Shell, Blade Runner ou landscapes industriais para lá de sinistros. O projeto já foi bastante elogiado nos reviews da DJ MagazineMixmagTsugiTrax e conseguiu ampla visibilidade em rádios como a KCRW (Estados Unidos) e também na NTS (Reino Unido). Suas faixas mais conhecidas são Blind Trust e Blood Walk, verdadeiras obras primas com milhões de visualizações no Youtube. Já teve seus trabalhos lançados pelo respeitável selo “My Favorite Robot” e muitos outros. Nas suas influências vamos encontrar nomes como Fad Gadget, Depeche Mode, Prince, Kraftwerk, New Order e muitas, muitas outras coisas que farão vocês dançarem até o amanhecer. Descobrimos o trabalho dele graças nossa amiga Yohanna, artista plástica e responsável pela London Culture SP!

Facebook Comments

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Blog