Caçadores – A força da humanidade

Back to Blog

Caçadores – A força da humanidade

 

 

Sejam vampiros, aparições, lobisomens ou mesmo demônios, todos esses seres temem os caçadores e aqueles que não os temem são tolos por subestimar a força dos humanos treinados.

Hoje vamos falar de um antagonista comum e desafiador para as criaturas do mundo das trevas.

 

Mesmo antes da Inquisição literalmente atear fogo no mundo na idade das trevas, humanos já desenvolviam formas de se defender dos seres sobrenaturais e alguns desenvolveram poderes sobrenaturais chamados de numinas. Todavia, hoje não falarei sobre esses poderes, na verdade darei um apanhado geral sobre algumas sociedades humanas organizadas que combatem os seres sobrenaturais e a extensão dos poderes delas e de seus membros.

 

Na idade das trevas houve uma grande expansão do poder da igreja católica e a criação da inquisição, um braço da igreja que tinha a finalidade de destruir seres sobrenaturais. Foi nessa época e pelas mãos da inquisição onde os humanos caçadores mais compilaram e expandiram o conhecimento sobre caça de seres sobrenaturais. Nesse período ou pouco antes dele há relatos de um ritual feito por caçadores que levou todos os vampiros de uma vila a saírem de seus refúgios em plena luz do dia. Exorcismos foram criados e implementados, rituais de supressão da transformação dos lupinos, armas específicas para cada criatura, contra-mágica para anular os magos, rituais que permitem os caçadores emular os poderes de seres sobrenaturais e etc.

 

Os caçadores mais sábios eram temidos e faziam toda a sociedade cainita de uma cidade se esconder de medo só por saberem de sua presença na cidade. Se a inquisição era implacável contra a própria humanidade levando inúmeros inocentes e opositores à castigos, tortura e a morte, também causavam pavor no mais poderoso dos Anciões.

 

A Sociedade de São Leopoldo: Talvez a ordem da igreja mais poderosa no período da inquisição, os Leopoldinos são padres caçadores, qualquer ser sobrenatural é um inimigo. Eles não só possuem acesso à um arsenal de fazer inveja em muitos exércitos como também possuem conhecimento para ser o maior pesadelo de qualquer príncipe.

É na Sociedade de São Leopoldo que se concentram (provavelmente) o maior número de usuários de Fé Verdadeira (ela não é exclusiva dos cristãos, em um próximo artigo falarei melhor sobre os poderes específicos dos caçadores), mas não param por aí, alguns de seus membros possuem conhecimento em rituais ou poderes mágicos chamados de “Teurgia” que variam desde lidar com espíritos da natureza como com aparições.

 

 

 

O Arcano: Se a igreja tem seus inquisidores até hoje, as ciências ocultas não ficariam para trás. Menos militarizados mas com a mente muito mais aberta e provavelmente muito mais inteligentes, os acadêmicos do Arcano reúnem conhecimento sobre TODAS as criaturas sobrenaturais. Vídeos, documentos, relatos, tudo é registrado, investigado e compilado. Os Arcanistas não são caçadores, são pesquisadores.

 

Em 1910 a casa filial de Boston foi atacada por vampiros e isso fez com que o Arcano instituisse uma política de não intervenção, ou seja, os Arcanistas não deveriam caçar vampiros ativamente, mais do que isso, deveriam ter extrema cautela em coletar informações sobre eles.

 

Alguns membros e algumas casas do Arcano são militarizados, mas nada comparado à Sociedade de São Leopoldo ou mesmo ao Governo americano. Eles treinam táticas básica e se armam mais por não aceitarem assistir calados à toda a crueldade dos seres sobrenaturais. Para o Arcano você pode considerar o uso de numinas psíquicas como principal poder, rituais também são bem-vindos, bem como alquimia e a chamada Hedge Magic (Taumaturgia menor).

 

A forma de atuação do Arcano é focada em coletar informações e repassar, eles são acadêmicos e espiões fantásticos. Não é incomum que eles saibam das operações dos seres sobrenaturais e as delatem para a Inquisição ou façam órgãos governamentais caçarem os seres. O Arcano é mais cérebro do que músculos, tanto que eles possuem a maior biblioteca de ocultismo do mundo mortal, a Axis Mundi. Qualquer teste de pesquisa sobre qualquer assunto sobrenatural feito lá tem um modificador de -2 na dificuldade.

Os vampiros sabem da existência do Arcano e alguns Tremere estão infiltrados nele como relatado no clãbook Tremere 3ed, todavia ninguém garante que o próprio Arcano não saiba deles.

 

 

O Governo: Sim, o governo sabe da existência de seres sobrenaturais. Claro que os manuais falam de agências americanas de inteligência, mas nada impede o narrador de criar a sua própria.

A NSA é a principal na coleta de dados sobre o mundo sobrenatural. A SAD é hoje um departamento interno do FBI destinado a investigar “crimes com viés ocultista”, mas boa parte do trabalho deles está apagar rastros do sobrenatural e em casos em que é certo intervir e eliminar a ameaça. Existem agentes de várias outras agências como a própria CIA ou a Segurança Nacional que sabem um pouco da verdade, mas trabalham por conta própria.

Eu irei destrinchar melhor as agências em um artigo dedicado só ao governo.

 

O Crime organizado: Existe uma infinidade de organizações criminosas em vários pontos do globo e todas elas foram tocadas ou são manipuladas por vampiros, porém isso custa caro. Cainitas deixam pontas soltas vez ou outra. Seja um membro da máfia italiana que teve um tio feito de carniçal, um membro de gangue mexicana que viu seus amigos serem mortos pelo Sabá de forma brutal, etc. As formas como um caçador nasce no meio do crime são variadas e as formas como eles combatem são ainda mais variadas.

 

Esse artigo foi só para lhes dar um gosto do que vem por aí. Estou preparando uma série de artigos focados nos caçadores e em suas sociedades e poderes. É algo fantástico para ser usado em qualquer mesa, tanto para narradores como jogadores. Já pensou em jogar como um caçador?

        

Até a próxima e bons sonhos

Facebook Comments

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Blog