Diálogo interereligioso: Umbanda e Cosmovisão Vampyrica

Back to Blog

Diálogo interereligioso: Umbanda e Cosmovisão Vampyrica

Acreditamos na coexistência e no poder do diálogo entre todos que acreditam e vivenciam uma espiritualidade
ou religião.

 

Lord A e PH

Lord A:. e PH Alves durante os bastidores da entrevista

No Brasil vivemos tempos de bipolarização política e diversas expressões de radicalismo religioso, justamente por isso que incentivamos e apoiamos iniciativas como a CONARELI , Debate dos Trabalhadores Esotéricos, Dia do Orgulho Pagão e o desenvolvimento da coluna cidadania na Rede Vamp.

Recentemente Lord A:.  Patriarca e Líder do Círculo Strigoi foi o convidado do PH Alves Dirigente Espiritual do Templo de Umbanda Sagrada Arqueiros do Flecha Dourada para um agradável diálogo sobre suas vivências, trilhas espirituais, temas polêmicos e juntos estabelecem uma singular encruzilhada onde desenvolvem um diálogo muito especial e importante nestes tempos. Visitam a cultura das antigas deidades do mediterrâneo, da África e também a Umbanda Sagrada. Além disso tocam com respeito e vênia em questões controversas sempre oferecendo fontes para futuras consultas e pesquisas a sua audiência. A série está sendo partilhada aqui e também no EADEPTUS.

Segundo PH Alves: “A Umbanda é uma religião brasileira fundada por um brasileiro chamado de Zélio Fernandino de Morais, através da manifestação do Caboclo das Sete Encruzilhadas no dia 15 de Novembro de 1908 no Rio de Janeiro. é considerada uma “religião brasileira por excelência” com um sincretismo que combina o Catolicismo, a tradição dos orixás africanos e tradições de origem indígena.”

De acordo Lord A:. :” A Cosmovisão Vampyrica é uma espiritualidade que lida com a expressão do espírito caçador e do coração feral – cavalgar lado a lado com aquilo que lhe determina vivendo com transparência a própria integridade – desenvolvida e focalizada a partir da década de 70 nos Estados Unidos inicialmente pela Dinastia Sahjaza que encontra no arquétipo vampiresco uma figura de poder a ser explorada com base xamânica e influências da tradição ocidental do ocultismo e também do paganismo.”

Facebook Comments

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Blog