Trilhas da São Paulo Maldita

Outro ponto atraente dos roteiros do São Paulo Maldita é o resgate dos círculos de contação de histórias, hábito quase perdido nos dias de hoje.Cada história de cada ponto que visitamos é pesquisadas nos arquivos das bibliotecas e universidades paulistanas e têmperado pela imaginação de nossos participantes e condutores – quase como um Sarau a céu aberto e móvel…nenhuma edição é igual à anterior.

A pergunta recorrente sobre o subtítulo “Desvendando Halo Antares” é uma referência velada a Subcultura Vampyrica.Cada grande cidade mundial que desenvolve uma cena Vamp bem elaborada e com atividades regulares é nomeada de “Halo” que significa radiância ou emanação.Temos assim Halo Gotham, a cidade de Nova Iorque, Halo Lutetia, a cidade de Páris e muitas outras.São Paulo foi nomeada por nós em 2004 e reconhecida globalmente – em publicações da cena – desde então como “Antares” uma referência a constelação que sobrevôa de forma marcante nossa cidade em tempos frios e também uma homenagem a célebre obra Incidente em Antares de Érico Veríssimo – onde os mortos voltam a vida e questionam os vivos…

Atualmente a condução do passeio é compartilhada com Vincent Axeman do Círculo Strigoi.As vezes temos convidados especiais que compartilham conosco a condução do passeio e de suas atividades.Uma atividade gratuíta e dedicada a comunidade Vamp, Goth & simpatizantes.Em 2013 o passeio acontece sempre no segundo sábado de cada mês anunciado em nossa fanpage do Facebook.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.