Rito Anual de Cosmovisão Vampyrica em Paranapiacaba

Back to Blog

Rito Anual de Cosmovisão Vampyrica em Paranapiacaba

Imagem feita por Goliardo PhotoTodos os anos no mês de Maio eu tenho a honra em participar junto com meu amado Lord A e também junto com o Círculo Strigoi o “RITO ANUAL de COSMOVISÃO VAMPYRICA” nomeado como “Amor, honra, caráter e fogo estelar”, que vem acontecendo desde o ano de 2013 na Convenção de Bruxas e Magos de Paranapiacaba, evento organizado pela nossa querida amiga e Bruxa Tânia Gori da Universidade Livre Holística Casa de Bruxa.

Neste ano de 2016, não poderia ser diferente e sim, mais intenso que os anos anteriores. Essa seria a palavra certa para descrever como foi o nosso Rito.

Chegamos em Paranapiacaba no final de tarde num sábado nublado, porém, não fazia frio. Estava um clima bastante agradável por lá, só uma pena que a névoa não nos visitou desta vez. Assim que chegamos fomos abordados por um grupo de fotógrafos, muito simpáticos por sinal que pediram para nos fotografar e queriam tirar fotos conosco também. Esta cena foi um momento hilário, mas alí deu pra perceber que já havia começado um processo de “glamorização” nas pessoas… Será este o efeito que nós Vamps causamos nas pessoas? Huumm, não sei viu não quero ser presunçosa demais. Mas enfim…  

Prosseguimos a caminhada até a Feirinha Mística onde encontramos alguns amigos que nos abraçaram e conversamos um pouco. Depois fomos até o Teatro Lira Serrano, abraçamos mais alguns amigos encontrados por lá e finalmente chegou a hora de descer até o Locobrek, local onde realizamos o Rito. Lá já estava uma boa concentração de pessoas em volta do caldeirão gigante que todos os anos é colocado ali como marco de início e encerramento da convenção. Assim que adentramos o campo, todos ali presentes olharam para o nosso grupo e pude até deduzir os pensamentos deles: “Ahhh estes devem ser os vampiros que vão fazer o Rito aqui!”. Pois bem… Cercamos um perímetro de terreno onde seria iniciado o nosso “trabalho”.

Imagem feita por Goliardo Photo

Olhei para o céu que estava limpo e sem nenhuma presença de nuvem, céu negro e todo estrelado e quando eu olho para o nordeste quem vinha se mostrando toda bela e formosa? A nossa Mãe Lua esplendorosa lá no alto, testemunhando tudo o que estava pra acontecer ali.  Após o Patriarca Lord A fazer todos os preparativos, arrumamos o altar central e inicialmente sustentei o Patrono do Círculo Strigoi por algum tempo.

 

Imagem de Goliardo Photo

Ví que ascenderam as chamas do grande caldeirão que estava ao Leste de nosso perímetro, labaredas em chamas belíssimas saltavam dele! Tivemos as forças dos quatro elementos presentes conosco. Aquelas pessoas que estavam a espera do momento do Rito, transpassaram pelo “Portal” firmado ali no ponto Sul do perímetro e formaram dois círculos em volta do altar principal e já conectados alí num mesmo propósito de interiorização, meditação e claro, não deixando de lado  os quatro pontos de força trabalhados naquele momento: amor, honra, caráter e fogo estelar.  É claro que teve pessoas que não se aproximaram, mas ficaram de longe apreciando toda aquela movimentação. 

Em um dado momento do Rito, fui convocada pelo nosso Patriarca, com um chamado especialmente focado na minha posição de Primeira Sacerdotisa do Círculo Strigoi. Foi quando comecei a evocar o Stádhagaldr com a Runa Elhaz para todo o grupo de pessoas que estavam reunidas em volta de nós. Comecei o processo e todos me acompanhavam num ritmo igual a um mantra. Foi maravilhoso compartilhar com tantas pessoas esse momento, sentindo o timbre das vozes de cada um ali em torno de mim vibrando em meus tímpanos e vibrando toda a energia de proteção que a Runa Elhaz nos oferece.. Realmente foi mágico! 

Depois disso olhei em volta, as pessoas todas conectadas ainda e com os rostos serenos, apesar da obscuridade visualmente falando… Eu olhava para o Norte, via o céu, a Lua e as copas das árvores que pareciam agitadas, embora não havia vento naquela noite, eu percebia naquelas sombras movimentações rápidas, etéreas e pacíficas bem naquele ponto!

Ao encerrarmos o Rito, me deparo com uma surpresa única e inigualável… A leveza e o sentimento de um Rito bem feito entre meus irmãos de trilha e envolta as pessoas que buscavam exatamente este mesmo sentimento de leveza, cura, purificação e banimento de tudo aquilo que não lhes agrada.

Imagem feita por Goliardo Photo

Os créditos destas belas imagens são de Goliardo Photo, sempre que é possível ele está conosco registrando esses momentos mágicos.

Facebook Comments

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Blog