Les Vampires (França, 1915-1916)

Back to Blog

Les Vampires (França, 1915-1916)

Les Vampires (França, 1915-1916): Provavelmente um dos primeiros filmes vampirescos da história (na realidade uma série de histórias interligadas) e que resistiram bravamente até os dias de hoje – outro quase da mesma época é o Nosferatu de Murnau (1912) que contou com um pouquinho de sorte pois era uma cópia do romance Dracula de Bram Stocker e a sua viúva conseguiu na justiça que quase todas as cópias fossem queimadas. Houve ainda o Vampires da cineasta Alice Guy Blanché (1915 ou 1920 segundo as fontes).

No Le Vampires não temos exatamente vampiros como seres mitológicos e sim como uma gangue apache (apelido parisiense para gangues consideradas selvagens do submundo local, tal como os índios norte-americanos de mesmo nome) que usava de vestes e adreços vampirescos para realizarem suas façanhas. O grande destaque é a presença da diva Musidora e também Édouard Mathé junto com Marcel Lévesque. A direção e a produção ficam por conta de Louis Feuillade.

LeVampires2

A trama narra as aventuras prosaicas de um jornalista e seu amigo que se vêm envolvidos numa série de crimes e na heroica tentativa para deter uma gangue underground auto-proclamada como Le Vampires. Nesta edição exibiremos dois episódios desta aventura consideradas uma das obras primas do cinema (e quando assistidas conjuntamente um dos filmes mais longos e paradoxalmente mais baratos já produzidos de todos os tempos). Vale dizer que inicialmente foi bem criticado pela baixa  produção e moralidade duvidosa, mas rapidamente conquistou a audiência de Paris durante os tempos da Primeira Guerra Mundial.

LeVampires3

Até hoje Le Vampires é uma influência e tanto das obras de Alfred Hitchcock, Fritz Lang (Metropolis) e Luis Buñuel (O cão andaluz) – até mesmo o diretor da produção independente Styria (que resgata e atualiza a vampira Carmilla) confessou nesta entrevista exclusiva do REDE VAMP seu grande apreço por Le Vampires e o olhar da diva Musidora. Cujo o visual remete diretamente como influência da personagem Mulher-Gato da DC Comics – outra curiosidade é que o nome da principal personagem deste filme é “Irma Vep” (anagrama para Vampire) e inspiração de um sucesso dos teatros brasileiros chamado “O Mistério de Irma Vamp” – não deixe de conhecer nosso Blog de Teatro aqui no Rede Vamp.

No ano de 2014 a exibição integrou as atrações do evento Carmilla, Le Salon Noir – domingo 10 de Agosto – o evento abre as portas as 18h na Avenida Bernardino de Campos, 319 – visite o site oficial da festa e confira a programação completa desta edição!!!

2014 Carmilla600site

Facebook Comments

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Blog