Feliz World Goth Day, lembrem de Sophia Lancaster

Back to Blog

Feliz World Goth Day, lembrem de Sophia Lancaster

13062497_10154189324194172_2180707704652520607_nDOMINGO 22.05.2015 O Bazar Rede Vamp Edição Especial World Goth Day também homenageia Sophie Lancaster, uma garota inglesa que foi espancada até a morte por criminosos na cidade onde morava simplesmente por se vestir do seu próprio jeito – nomeado pelo termo de “mosh” (moshers no coletivo, termo depreciativo) que entre os ingleses que identifica tanto os góticos, os vamps, quanto os headbanger de lá.

Resumindo, foi um crime de ódio, preconceito e de intolerância. Ela foi chutada até a morte pelos seus agressores, apenas por se vestir diferente! Um tema delicado e que chama nossa atenção aqui no Brasil também, por estarmos vivendo situações de violência semelhante, verbal na maioria dos casos mas física em tantos outros e perpetuada por pessoas intolerantes e fanáticos religiosos.

Em tempos de polarização de discursos de ódio como o que vivemos – penso que tolerância e compaixão – são temas que devemos refletir e fazer algo a respeito, ainda que expresso sob um viés tão peculiar.

A morte de Sophie foi um crime bárbaro que comoveu os ingleses. E que inspirou o surgimento de uma fundação beneficiente que estabeleceu medidas que asseguram a proteção pela lei e o estado de quem se veste de maneira diferenciada e alternativa ao foco midiático comum. Falamos do que é nomeado como fashionismo gótico, vamp, cyber, industrial, metal e de tantas outras tendências alternativas. Normalmente quem se traja assim se torna alvo de agressão (verbal e as vezes física) por grupos extremistas religiosos e outros desordeiros sociais quando se desloca pelas ruas e o transporte público – o que infringe diversos direitos comuns a todos assegurados constitucionalmente.

A fundação é responsável por diversas campanhas de conscientização juveníl e adulta contra preconceito, bullyng e intolerância realizadas através de palestras e atividades lúdicas. Hoje em Manchester é considerado crime de ódio e de preconceito qualquer agressão verbal ou física contra pessoas que se trajam de forma alternativa – na mesma escala de crimes promovidos por preconceito étnico, religioso e também de gênero sexual.

Tal conquista pelo alternativo local vem se ampliando em outras regiões da Inglaterra. No ano de 2014 a fundação foi premiada e suas conquistas reconhecidas pela redução de crimes de ódio em toda a Inglaterra. Ainda há muito a ser feito.

Crimes de ódio, intolerância e incontáveis expressões de violência e de preconceito são ocorrências depreciadas e rotineiras também nas cidades brasileiras e muitos participantes da audiência e leitores da REDE VAMP – de todas classes sociais, formações e profissões – tem histórias a respeito do que já passaram por conta de seus gostos ligados a produção cultural alternativa e fantástica.

E olhe que apenas falamos de histórias de ficção, quadrinhos, games, figurinos de época ou customizados. Ou mero gosto por música, filmes e seriados divergentes da cultura comum das novelas e pastelões midiáticos. Podemos até incluir também os RPG (Role Playing Game), Card e Board Games.

E notem que nem tocamos na questão esotérica, religiosa ou mesmo ao direito assegurado por lei a quem prefere não ter nenhuma religiosidade de qualquer tipo. No Brasil, crianças foram apedrejadas apenas por chamarem Deus com um nome Africano. Incontáveis violações dos direitos assegurados por nossa constituição.

Então, é um dia para também lembrarmos do que importa, para celebrarmos o que somos e nos desperta sentido ao lado de quem também se importa e que ama todo este contexto e sua produção cultural – dificilmente homogênea e sempre criativa.

Facebook Comments

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Blog