A Fotografia Kirlian – Fotografando a aura

Back to Blog

A Fotografia Kirlian – Fotografando a aura

A Fotografia Kirlian, câmera Kirlian para alguns, bioeletrografia para os mais modernos, ou simplesmente kirliangrafia, é o método de fotografar um objeto com uma chapa fotográfica, que é submetida a campos elétricos de alta-vontagem e alta-frequencia, com baixa corrente.

Em nível da saúde, podem ser feitos diagnósticos de infecções, intoxicações, inflamações, processos degenerativos, prováveis distúrbios nos diversos órgãos e sistemas e até casos de câncer.

Conta-se que o primeiro homem a construir uma máquina para fotografia Kirlian teria sido Semyon Davidovitch Kirlian, em 1939, em Krasnodar (ex União Soviética) porém, alguns afirma que a primeira máquina de eletrografia teria sido construída no Brasil, pelo padre Landel de Moura. Porém, um padre com uma descoberta dessas em suas mãos não seria nada interessante para a Igreja Católica, por isso, não pode ser panteada.

Em 1976, o pesquisador Joe H. Slate realizou um estudo custeado pelo exército norte-americano que tinha como objetivo, demonstrar  que o campo energético do corpo físico, a aura, pode ser afetada pela influência de outros corpos, e o objeto usado nesse estudo foi justamente a câmera Kirlian.

Popularmente falando, a fotografia Kirlian faz uma corrente elétrica baixa passar por uma chapa metálica em baixo do filme, então, coloca-se a mão ou os as pontas dedos da pessoa no filme e o filme era revelado. O resultado era uma nuvem de luz em torno da mãos e dedos e a energia, que é mensurável, que é uma carga bioelétrica, parece ser o alimento dos vampiros energéticos, de acordo com o estudo.

No inicio de um ataque psyvamp, sectários afirmam que os tentáculos presentes em uma fotografia Kirlian os perfuram e sugam a aura da vítima, logo, a alma da vítima parece bem menor, com marcas que parecem ser perfurações, e após, a alma do psyvamp parece estar mais viva, reluzente e robusta.

Os resultados da pesquisa foram interpretadas de várias formas. Para os mais incrédulos, não é possível provar que a câmera kirlia capture campos eletromagnéticos em nossa volta, a parapsicologia não está totalmente confiável de que todos esses fatos realmente se tratam de energia psíquica, de alguma forma.

Os mais céticos afirmas que psyvamps são pessoas normais sensiveis à emoções humanas, que preferiram se concentrar nestas pessoas ao seu bel prazer. Mas não importa no que você acredita, o assunto é interessante e ainda é muito comentado. O leitor pode tirar suas próprias conclusões de acordo com suas crenças pessoais.

Vídeo que fala um pouco sobre a Kirlian: The History Channel – O Segredo dos Vampiros
OBS: Não leve todo o vídeo a sério, por favor…

Facebook Comments

Share this post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back to Blog