Radu Florescu, uma nota de falecimento

Back to Blog

Radu Florescu, uma nota de falecimento

[dropcap ]R[/dropcap]adu Florescu foi um historiador romeno – professor e filantropo que intrigou a cultura popular ocidental por escrever um livro de não-ficção que apresentava a história dos Voivodas da casa Besaraab ainda na década de setenta. Diferente de todo material sobre vampiros que circulava naquela época, pela primeira vez tivemos uma obra que apresentava quem eram as figuras históricas que inspiraram e influenciaram o personagem Dracula de Bram Stocker.

Seus livros re-modelaram o imaginário ocidental dos fãs da cultura vampiresca e abriram as portas para o desenvolvimento de uma cosmovisão e mesmo do fashionismo vamp nas décadas posteriores, criando uma ponte histórica e uma pesquisa densa capaz de prover muita informação e acesso a temas que sequer eram imaginados.Se pensarmos nos livros de Radu Florescu e Raymond McNally na parte histórica e alinhavarmos com a ficção altamente inspirada e bem desenvolvida de Anne Rice – que irá explodir no mercado editorial mais ou menos na segunda metade dos anos setenta, temos ali a cristalização dos pílares culturais de tudo que temos hoje em nosso contexto.

A Passagem:

Radu Florescu morreu neste domingo aos 88 anos , em Mougins na França, devido a complicações ligadas à pneumonia , conforme foi contado por seu filho John Florescu à Associated Press na segunda-feira .

Florescu escreveu uma dúzia de livros, mas era mais conhecido por ” In Search of Dracula “, que ele escreveu conjuntamente a Raymond T. McNally , em 1972. Nela, ele afirmou que o autor irlandês Bram Stoker baseou o personagem Drácula em seu romance de 1897 sobre Vlad o Empalador . O trabalho de Florescu foi traduzido para 15 idiomas e os dois escreveram juntos ainda mais cinco livros sobre Drácula.A obra de Florescu, bem como a pesquisa sobre Dracula foram fundamentais no desenvolvimento das relações internacionais da Romênia com diversos outros países.Até mesmo a viagem do presidente Richard Nixon as terras romenas contou com a assessoria de Florescu, que indicou a Casa Brancas os principais pontos atrativos do país bem como as qualidades sócio-econômicas locais.Segundo políticos norte-americanos, Radu foi a principal fonte e sábio conselheiro que criou uma ponte entre a Romênia e os Estados Unidos.A esposa e os filhos de Florescu receberam condolências da antiga casa real Romena, destituída do poder em 1947 pelo governo comunista; e de muitas autoridades governamentais de todo o mundo.

A Trajetória:

Nascido em Bucareste, em 1925, Florescu deixou a Romênia no lendário Expresso do Oriente , quando ainda tinha 13 anos , logo no começo da Segunda Guerra Mundial e viajou para a Inglaterra , onde seu pai era embaixador de agir. Seu pai, também chamado Radu Florescu , renunciou ao cargo quando o líder pró- Hitler marechal Ion Antonescu subiu ao poder na Romênia.Estudante e bolsista da célebre Universidade de Oxford , teve aulas com Sir William Deakin , biógrafo de Winston Churchill. Florescu mais tarde mudou-se para a América, residindo na cidade de Boston.Com o término do governo comunista em 1989, Florescu foi uma das principais vozes a inspirar seu povo a saborear a liberdade recém-conquistada.Recebeu em vida diversas honrarias por suas contribuições à sociedade romena. Ele deixa sua esposa francesa , Nicole , e seus quatro filhos . Ele foi enterrado segunda-feira no sul da França ” .Fonte (Tradução Livre – com notas do Autor)

*Na entrevista com o historiador Arturo Branco, do livro As Origens de Dracula(Editora Madras), tivemos bons momentos e boas lembranças da importância da obra de Radu Florescu e de sua importância para quem aprecia o contexto “Vamp” Contemporâneo.Clique na imagem abaixo e escute o podcast com a entrevista e aprecie também um lapidado Djset da Vanessa Porto.

VoxVanArturo

Facebook Comments

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Blog