Back to Blog

Os clãs: Brujah

 

Talvez o mais sincero dos clãs. Ser um Brujah vai além da violência e brutalidade, na verdade esses traços são necessários na luta pelos seus ideias, sim, são de longe os vampiros mais idealistas entre os filhos de caim.

A Ralé (como são chamados na Camarilla) é composto de ex-criminosos, estudantes universitários, líderes sindicais, líderes ou membros de gangues ou simplesmente qualquer um que tenha dentro de si a chama ardente da mudança.

A mudança nos moldes atuais é o que move os Brujah o que faz com que sejam opositores ferrenhos dos Ventrue que por sua vez preferem a estagnação e permanência das do ‘status quo” atual.

A Ralé é idealista e ferve fácil quando o assunto são suas paixões. Pense em um ativista radical qualquer, seja aquele jovem padronizado que vota no Bolsonaro ou a feminista radical e verborrágica do campus, ambos poderiam ser abraçados, pois ambos defendem aquilo que acreditam com unhas e dentes.

As disciplinas dos Brujah são Potência, Rapidez e Presença.

Não há muito o que falar sobre a Presença se você leu o artigo sobre os Ventrue, mas dando uma rápida pincelada é o magnetismo social sobrenatural que o vampiro pode exercer sobre as pessoas, um encanto que rapta o coração da(s) vítima(s) e pode fazer delas desde ouvintes mais flexíveis em um debate até servos fervorosos. Os Brujah mais velhos reconhecem o verdadeiro poder desta disciplina e criam verdadeiros sectos ferozes de mortais, carniçais ou de membros, dispostos a lutar pelos ideais de seu “amigo” ou “camarada”.

A Potência é a força sobrenatural. Não é incomum que um Brujah arranque um braço de um outro vampiro de forma aparentemente simples. Essa força brutal é por muitos atribuída à seu temperamento forte.

Rapidez é a velocidade sobrenatural dos membros. Um vampiro dotado deste dom é capaz de realizar inúmeras façanhas em tempo recorde. Combinada com a Potência os Brujahs tem sob seu domínio um poder físico altamente destrutivo.

A força do clã é também sua fraqueza. Sua predileção por grandes embates fez deles menos controlados e consequentemente mais suscetíveis ao frenesi e a influência da Besta. Um Brujah tem muito mais dificuldade que os outros vampiros para conter o frenesi.

Devido sua natureza violenta é comum encontrar Brujahs como Xerifes, Delegados ou Algozes nas cidades controladas pela Camarilla.

Pense por si mesmo ou é melhor que esteja morto… Seja como for, para mim está ótimo…

Quando abraçados os membros da Ralé não tem muitas cerimônias. As reuniões do clã são normalmente chamadas de “Algaravias” e podem ter diversos objetivos. As “raves” são um tipo de algaravia festiva simplesmente focando a diversão, mas não raramente é utilizada para apresentar um novato e lá batizá-lo. Depois disso o senhor libera a cria sem muita burocracia (eles odeiam isso), evidentemente a cria já está instruída quanto as regras que regem a sociedade e suas capacidades, ou seja, um processo que para os Ventrue leva anos, para os Brujah leva meses.

Não se engane em achar que são um bando de brutos sem cérebro. Talvez os mais jovens sim, mas eles possuem intelecto político mais apurado e os que atingem uma boa idade conseguem se controlar mais e agir de forma mais coesa e menos caricata.  

 

Se identificou com esquentadinhos Brujahs? no próximo artigo falarei sobre os Gangrel e sua beleza bestial.

 

Boa noite Neófito.  

Facebook Comments

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Blog