Back to Blog

Penny Dreadful: por que acabou?

0004s

Olá, meus queridos leitores! 

Primeiramente, quero agradecer a todos por estarem aqui mais uma vez e espero que tenham gostado das nossas últimas viagens ao passado. Mas, hoje, para variar um pouco, eu venho falar sobre de assunto bastante atual: o final inesperado da série Penny Dreadful.

Penny Dreadful conquistou um séquito de fãs ao longo das suas três temporadas e por isso o fim da série deu o que falar nesta última semana, principalmente porque ninguém sabia que esta seria a última temporada até o 9º episódio ir ao ar nos Estados Unidos na sexta-feira retrasada (17/6) e no final dele aparecer escrito “The End” antes dos créditos subirem.

Eu, como fã, demorei a conseguir assistir os últimos dois episódios, porque eu já imaginava que ficaria decepcionada com o desfecho dado para a trama individual de cada personagem. E assim como eu imaginei, aconteceu.

Certamente eu tenho alguns leitores que não assistiram a série e não sabem do que se trata.

Resumidamente, eu diria que Penny Dreadful é sobre fé, amor em sua essência, é sobre o mais profundo sofrimento e sobre liberdade. Não mais uma série de terror. Não outro enredo com ambientação no século XIX. O clima da série sempre foi bastante dark, sombrio e pesado.

A série começou a ser transmitida pelos canais Showtime (EUA) e HBO (Brasil) em 2014 e teve seu último episódio transmitido aqui no Brasil na última 6ª feira (24/6). Logo no início da série, não foi preciso de muito para que os telespectadores percebessem que a personagem central era Vanessa Ives, uma belíssima e sedutora jovem inglesa cheia de segredos e mistérios que é atormentada pelos seus monstros interiores – que são bastante reais, por sinal – e que lentamente tentam destruir seus relacionamentos, sua sanidade e fazê-la abnegar a sua fé.

Belo plot, não?

0002Na série, Vanessa Ives é interpretada pela atriz Eva Green, que chegou a receber uma indicação para o Globo de Ouro de Melhor Atriz em Série Dramática pela sua interpretação em Penny Dreadful. Recordo-me que logo após o esplêndido término da 2ª temporada, surgiram alguns rumores de que Eva Green não teria mais interesse em permanecer na série. Muito compreensível, por sinal, uma vez que é uma atriz muito talentosa e que não queria ficar marcada por um personagem. Como ela mesma disse em entrevista a uma revista ou site que não me recordo qual foi, ela não queria ser vista para sempre como a “senhorita sombria”.

E ainda que John Logan (criador, roteirista e produtor executivo da série) tenha afirmado que Penny Dreadful foi projetada desde o início para ter somente três temporadas, eu imagino que a decisão de Eva Green somada à queda de audiência continua desde a 2ª temporada, tenha minado a criatividade e o interesse tanto de Logan quanto de todos os outros envolvidos com a produção e transmissão em permanecer no ar por mais uma temporada – o que seria o ideal para, em minha opinião, fechar decentemente todos os arcos que ficaram abertos.

Como assim, Dri Bzahr? Já explico. Mas, alerta! Spoilers à vista!

Sem dúvidas, a 2ª temporada foi cativante. Daquele tipo que você mal pode esperar o próximo episódio. E após o final dela, todos os fãs estavam curiosos para saber o que seria da vida de Vanessa após não sucumbir à sedução do próprio Lúcifer e infelizmente, acabar perdendo o seu amado Ethan Chandler (interpretado por Josh Hartnett) – o Lupus Dei, o Lobo de Deus. O que aconteceria com Ethan? E com o poético e melancólico John Clare (Rory Kinnear), a terrível criatura criada por Dr. Victor Frankenstein (Harry Treadaway), que fugiu para longe da civilização após ter encarado as piores facetas do ser humano e descoberto que estava completamente sozinho e por sua conta em mundo que não o aceitaria por suas deformidades, pela sua aparência monstruosa? E o que seria de Brona Croft, a prostituta que volta a vida como Lily Frankenstein (Billie Piper) e une-se ao Dorian Gray (Reeve Carney) para tocar o caos? Conheceríamos o Jack O Estripador, de quem todos falam desde a primeira temporada?

Com tantas perguntas, a 3ª temporada parecia promissora.

0003Personagens clássicos como Drácula, Renfield, Dr. Jekyll, e Dra. Seward, além de uma intrigante Catriona Hartdegen (qualquer relação com Alexander Hartdegen talvez não seja mera coincidência) e de Justine (qualquer relação com a Justine de Marquês de Sade também não é mera coincidência) também foram revisitados e introduzidos no enredo absolutamente do nada para acrescentar ainda mais tentáculos à série. O que eu não sabia e acredito que nenhum fã imaginava é que esses tentáculos seriam cortados do nada, da mesma forma como surgiram, numa pressa demasiada para finalizar a temporada e a série.

Sendo assim, acredito que a única certeza que os fãs tiveram foi de que Vanessa Ives, após enfrentar tanta dor, tanta culpa, tanta frustração, tantos monstros, bruxas, demônios e de tanto lutar com unhas e dentes pela sua alma e contra uma terrível profecia de que ela seria a Mãe do Mal, a detentora da chave para que as trevas pudessem finalmente recobrir a Terra, sucumbiu ao amor e devoção de Drácula e teve o seu fim decretado por um bala disparada pelo revólver de seu amado Ethan, a seu pedido. Romântico e bonito. Mas não foi um final digno de personagem tão poderosa e tão forte.

Quanto ao desfecho dado aos outros personagens, eu não tenho nem como comentar ou fazer uma crítica construtiva porque, bom, não poderiam ser mais clichês. Sem contar que muitos deles não tiveram desfecho algum. Como explicar um Drácula que saiu correndo e desapareceu ao ver sua amada e idolatrada morta nos braços de um lobisomem? E o que aconteceu com Renfield e com Dr. Jekyll que recebe os títulos de seu pai e se torna Lord Hyde? Qual foi o paradeiro de Lily Frankenstein depois que se decepcionou com Dorian Gray e sua frieza secular? Há rumores de muitas cenas que foram cortadas, incluindo uma em que ela volta para Victor. Sem contar John Clare, que foi o único que com todo seu drama ajoelhou-se e chorou sobre o túmulo de sua amiga e amada Vanessa.

Anteriormente, em postagem em meu perfil no facebook, eu havia dito que talvez usar o termo cancelado para Penny Dreadful seria errado, afinal, a série tinha sido finalizada com a morte de Vanessa Ives, personagem central e alguns outros personagens questionando o que fariam de suas vidas que pareciam perder completamente o sentido com a morte dela.

Mas após assistir aos dois últimos episódios, volto atrás em minhas considerações. A série foi cancelada porque muita coisa ainda ficou no ar sem nenhuma resposta plausível… O que pode ter sido proposital – ou não – uma vez que já existem rumores de um spin-off. Se isto é verdade, apenas o tempo poderá dizer, mas que a série deixou muitos fãs órfãos e que vai deixar saudades, ah, isso vai!

Facebook Comments

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Blog