O ÚLTIMO PASSAGEIRO

o último passageiro

 

 

Título: O Último Passageiro

Autor: Manel Loureiro

Páginas: 382

Editora: Planeta

 

COMPRE AQUI:  BUSCAPÉ,  SUBMARINO,  SARAIVA,  AMAZON

 

// read more

Menina Má

menina má

 

 

Título: Menina Má

Autor: William March

Páginas: 261

Editora: DarkSide Books

Skoob
COMPRE AQUI: BUSCAPÉ, SARAIVA, AMERICANAS, SUBMARINO, AMAZON

// read more

10 Filmes para o Dia dos Mortos

banner

 

Hoje eu trouxe 10 dicas de filmes fofos para você assistir no feriado do dia 2 de novembro. Confira:

 

hush

HUSH: A MORTE OUVE (HUSH, 2016, Direção: Mike Flanagan)

Uma autora vive isolada do mundo e, por ter a audição comprometida, acaba enfrentando o maior desafio de sua vida: sobreviver a um lunático especialista em invasões de propriedades. Apesar de ser um tema batido, tem muitas cenas eletrizantes e te prende bem. Já imaginou não poder escutar o barulho de um estranho entrando em sua casa?

 

 

 

 

sobrenatural-insidious-02

 

SOBRENATURAL (INSIDIOUS, 2010, Direção: James Wan)

Uma família se muda para uma casa nova e dá muito azar. O garotinho entra em coma e eles descobrem que um espírito muito do mal está habitando a residência. Como resolver o problema? Mudar de novo, certo? Errado! Não era a casa que estava amaldiçoada e o fantasma os persegue onde quer que eles estejam. Tem um climão parecido com Poltergeist em alguns momentos. A história é interessante, vai sendo desenvolvida de uma forma bacana e causa um medinho bom.

 

 

 

 

200px-The_Exorcism_of_Emily_Rose

O EXORCISMO DE EMILY ROSE (THE EXORCISM OF EMILY ROSE, 2005, Direção: Scott Derrickson)

Emily Rose deixa a região onde mora e vai cursar uma faculdade. Um dia, ela tem uma alucinação no quarto do seu alojamento. E essas alucinações vão aumentando. Por ser católica, ela pede para ser submetida a uma sessão de exorcismo pelo padre de sua paróquia. Mas, infelizmente, Emily bate as botas e o padre é acusado de assassinato. Uma advogada famosa resolve pegar o caso em troca de uma sociedade. Durante o processo, a falta de crença da advogada é testada por umas paradas estranhas e inexplicáveis. O que é pior: é baseado em fatos reais! O filme tenta, a todo tempo, fazer a gente ficar na dúvida se aquilo é real mesmo ou não. É o tipo que fica na cabeça por muitos dias!

 

 

 

 

220px-O_Ritual

O RITUAL (THE RITE, 2011, Direção: Mikael Hafstrom)

Também baseado em fatos reais, um seminarista anda meio desiludido e passa a frequentar a escola de exorcismo do Vaticano. No curso, ele aprende a distinguir uma possessão real de distúrbios mentais com a ajuda de um padre veterano. Diferente de Emily Rose, o Ritual não abre dúvidas para a veracidade dos casos e dos encontros com os espíritos maus. Boas cenas de possessões, Anthony Hopkins arrasando e Alice Braga no elenco.

 

 

 

 

a entidade sinister - Ethan Hawke - horror - terror - madame lumiere 1

A ENTIDADE (SINISTER, 2012, Direção: Scott Derrickson)

Um jornalista famoso descobre no sótão da sua casa nova umas fitas velhas com filmagens assustadoras de famílias morrendo..Na verdade é um ser tenebroso que está por trás desses casos terríveis, induzindo as crianças a assassinarem seus parentes. Ele vê nessa história a grande chance para um livro de sucesso, mas para isso dar certo, ele precisa desvendar a verdadeira sequência dessas mortes. Dá bons sustos, desde os vídeos até a aparição da entidade.

 

O SUBSTITUTO

o substituto

 

 

Título: O Substituto

Autor: Brenna Yovanoff

Páginas: 333

Editora: Bertrand Brasil

Compre aqui: BUSCAPÉ, AMAZON, SUBMARINO, AMERICANAS

 

 

 

Esse foi o livro mais estranho, diferente e ao mesmo tempo mais legal que já li.

É narrado em primeira pessoa, por Mackie. Mas Mackie não é um adolescente como todos os outros, ele é um substituto.
Na cidade de Gentry, muitas coisas estranhas acontecem. É como se a cidade tivesse um pacto com o submundo. Os seres subterrâneos e garotas-cadáveres fazem o que querem, e em troca a cidade continua calma.
Que loucura!

“Morrendo? A ideia era tão assustadora que me
deixara desorientado. Eu talvez estivesse doente,
mas morrendo?”
Pag. 69

Em uma certa época esses seres trocam uma criança saudável por um ser doente oriundo do mundo subterrâneo. Na maioria das vezes estes substitutos não duravam muito tempo.
E foi isso que aconteceu com Mackie. Quando ainda era um bebê, foi trocado. Porém sua irmã Emma não se importou com a troca, e cuidou dele como se fosse seu irmão. E ele era mesmo aos olhos dela, de seu pai e de sua mãe. Mackie cresceu, mas nunca se viu como alguém da família. Sempre se sentiu excluído.

“Não era vergonha alguma ser estranho
ou uma aberração porque todo mundo
era também.”
Pag. 161

Tudo o que Mackie queria era ser “normal”. Mas a sua intolerância a sangue, ferro e solo consagrado o impediam de várias coisas. Ele queria namorar Tate, mas a irmã dela havia sido substituída.

” – Não era a minha irmã no caixão, era outra coisa.
Conheço minha irmã, e seja lá o que tenha
morrido naquele berço, não era ela.”
Pag. 53

E agora Mackie tem que voltar aos túneis do submundo, chamado de Casa do Caos para descobrir sobre ele mesmo e tentar salvar a cidade.

Realmente é intrigante. Impossível parar de ler, e mais impossível é não se apaixonar por Mackie. Ele é tão doce, determinado e muito curioso!!

” – Isso é surpreendente porque é insano. Não
estamos na Idade da Pedra. Não saímos
por aí sacrificando pessoas para os deuses.”
Pag. 124

A diagramação tem alguns detalhes bem feitos, com desenhos na divisão dos capítulos. A fonte tem um tamanho ótimo e os parágrafos são bem espaçados. As páginas são amareladas e bem lisas. A capa é uma coisa a parte, belíssima, toda metalizada, isso deu um efeito super sinistro.

Gostei muito da leitura, um livro de fantasia diferente de todos, com seres que eu nunca havia imaginado conhecer.

No livro, Mackie toca uma música do Pearl Jam que é muito a cara dele. Vou deixar vocês escutarem para entender.

 

YOUTUBE

 

 

A MENINA SUBMERSA

a menina submersa

 

 

Título: A Menina Submersa

Autora: Caitlín R. Kiernan

Páginas: 317

Editora: DarkSide Books

COMPRE AQUI: BUSCAPÉ, SARAIVA,  SUBMARINO,  AMAZON,

 

 

É… Então… Estou aqui bem com cara de Ó!!!

“Agora, também de modo arbitrário, vou escrever sobre a primeira vez que vi A Menina Submersa.”
Pag. 18

No início do livro vamos conhecer India Morgan Phelps, que prefere ser chamada de Imp.

Imp sofre de esquizofrenia paranoide. Seu tratamento é a base de remédios e visitas constantes ao psiquiatra. Ela é bem introspectiva, não tem muitos amigos, porém tem um emprego e é pintora.

Sua mãe Rosemary também sofria da mesma doença, e se matou antes de Imp atingir a vida adulta. A avó Caroline, fez a mesma coisa que a filha. Ou seja, Imp tem convicção de que a Maldição irá mais cedo ou mais tarde atingi-la, e por isso ela tenta se cuidar.

“Será que estou arrastando os pés porque sou uma louca que sabe muito bem que é louca, mas que não quer que a lembrem apenas de
que é louca por ter de contar duas histórias que são verdadeiras quando apenas uma pode ser factual? Sinto, porém, como se estivesse
fazendo exatamente isso.”
Pag. 58

A narrativa é em primeira pessoa e não linear. No início isso pareceu bem difícil para mim. Pelo menos até eu entender do que se tratava, e quando eu entendi fluiu bem melhor.

Acontece que Caroline um dia disse para Imp que ela deveria escrever sobre tudo que fosse importante lembrar no futuro. Por isso ela está escrevendo um livro de memórias, que mais parece um livro de fantasmas. Claro, pois a pessoa que sofre de esquizofrenia vive uma realidade diferente, portanto uma memória pode não ser verdadeira, mas ela pode acreditar nela como se fosse real.

“Ninguém nunca dissera que você tinha que estar morto e enterrado para ser um fantasma. Ou, se alguém disse, estava errado.”
Pag. 43

Imp tem uma companheira chamada Abalyn, uma transexual super bem resolvida que já comeu o pão que o diabo amassou, mas que tenta a todo custo cuidar de Imp.

Tudo começa quando Imp traz para casa uma mulher que ela encontrou nua na beira da estrada. Essa mulher se chamava Eva Canning.

Como eu disse, Imp era muito introspectiva, mas algumas vezes tinha alguns impulsos; como trazer uma mulher nua que ela nunca viu na vida para a casa.

Só que depois disso ela começa a ficar obcecada por Eva. E à partir daí não dá mais pra saber se tudo que ela escreve é verdade, mas com certeza é viciante; pois eu queria mais, queria saber o que era verdade… E tem também o quadro A Menina Submersa, Imp também fica obcecada por este quadro, ela retrata, escreve, pensa, admira, imagina… Enfim, o quadro muda toda a sua vida. Um acúmulo de coisas e momentos que a levam para um surto psicótico daqueles!!!

“A Menina Submersa foi pintado em 1898 por um artista de Boston, chamado Phillip George Saltonstall. Quase ninguém escreveu sobre Saltonstall.”
Pag. 19

No início eu achei confuso, no meio eu me perdi por completo, mas aí eu já estava enfeitiçada, então não foi difícil terminar. Sinceramente, eu queria mesmo saber até onde ia a mente dessa mulher. Livros que retratam problemas psicológicos me sequestram; agora estar dentro da personagem foi algo inexplicável.

” – Você não pode fazer uma coisa assim, Imp. Mais cedo ou mais tarde, se você continuar pegando pessoas, fazendo coisas como essa, alguma coisa
vai acontecer. Alguém não vai ser inofensivo. Alguém vai machucar você, mais cedo ou mais tarde.”
Pag. 101

Não vou recomendar este livro para todos, definitivamente ele não é para todos.

Sabendo agora do que se trata, você deve decidir se quer mesmo ler. Acho que vai de pessoa pra pessoa, de momento, de disposição. Se alguém tivesse me dito como seria a leitura, não do que se tratava, pois a sinopse eu já sabia, mas como seria mesmo a leitura, eu iria pensar mais. Porém tenho certeza que li no momento certo. Li durante a viagem, num momento de relaxamento. Pude me entregar à leitura sem pressa, sem ter que largar o livro para fazer outras coisas, e isso ajudou muito.

Saiba que a personagem sofre de um transtorno, portanto algumas vezes ele é repetitivo e cansativo, mas ela tem que se repetir, não só para ter convicção do que está falando, mas para convencer o leitor de que isso é verdade. Como eu disse não é fácil, mas depois que acaba é gratificante.

Depois de tudo entendido, tudo faz sentido!!!!

A diagramação está linda, como sempre a editora fez um trabalho incrível.

“Não há razão para ficar fora de casa à noite, sob o céu noturno, se eu não puder ver as estrelas.”
Pag. 81

Outra coisa interessante: As pesquisas da autora em determinados assuntos, como quadros, poemas, livros e Aokigahara, a Floresta dos Suicidas no Japão. Tem muita coisa interessante neste livro!!!

Uma delas é a pintura que deu o nome ao livro. Portanto é com ela que eu encerro esta resenha.

 

 

Resenha: Rosto de Caveira, Os Filhos da Noite e Outros Contos

rosto de caveira

 

Título: Rosto de Caveira, Os Filhos da Noite e Outros Contos

Autor: Robert E. Howard

Páginas: 305

Editora: Martin Claret
Compre aqui: BUSCAPÉ, SARAIVA, CULTURA

 

// read more

Resenha: Saco de Ossos

saco de ossos 1

 

 

 

 

Título: Saco de Ossos

Autor: Stephen King

Páginas: 568

Editora: Suma de Letras
COMPRE AQUI:  BUSCAPÉ, AMAZON

 

// read more

Herdeiro da Escuridão

 

herdeiro da escuridão

 

 

Título: Herdeiro da Escuridão

Autor: Paul Cleave

Páginas: 335

Editora: Fundamento

COMPRE AQUI:  SUBMARINO,  BUSCAPÉ,  AMAZON

 

// read more

Apartamento 143

ap1

 

 

Sinopse:

Desde a morte da esposa, Sr. White se mudou com os filhos pequenos para um novo apartamento. Eles começam a perceber presenças estranhas no local, e decidem chamar parapsicólogos para investigar o caso. Quando visitam a casa antiga, eles percebem que estes fenômenos estão ligados à família, e não à casa. Assim que as câmeras dos peritos em atividades paranormais são ativadas, provas assustadoras começam a aparecer.

// read more

Hellraiser – Renascido do Inferno

hellraiser

 

 

Título: Hellraiser – Renascido do Inferno

Autor: Clive Barker

Páginas: 150

Editora: DarkSide Books

Skoob

Resenhado por: Alessandra Tapias – Tô Pensando em Ler

 

// read more