Anne Rice anuncia novo livro das Crônicas Vampirescas

Back to Blog

Anne Rice anuncia novo livro das Crônicas Vampirescas

“ Em meus sonhos, eu vi uma cidade cair no mar. Eu ouvi os gritos de milhares. Era um coro tão poderoso quanto o vento e as ondas, todas aquelas vozes dos que morriam. Vi chamas que ofuscaram as luzes do céu. E todo o mundo estremeceu. (…) ” Anne RicePrince Lestat and the Realms of Atlantis.

Na última segunda-feira (25), Anne Rice anunciou que Prince Lestat and the Realms of Atlantis (Príncipe Lestat e os Reinos de Atlântida, em tradução literal) é o título do novo volume das Crônicas Vampirescas.

Não, meu caro leitor, você não está lendo coisas e eu certamente não estou errada em minha afirmação. Sim! O impossível Lestat agora se verá as voltas com uma entidade, que outrora, de alguma forma, tomou posse de sua alma e do seu corpo. Esta antiga e misteriosa “força” detêm todo o poder e sabedoria de um universo desconhecido e tem suas raízes nos reinos perdidos de Atlântida.

Mas como assim? Anne Rice pirou na batatinha? Espere! Atlântida não é aquele continente que dizem estar submerso e perdido em algum lugar dos oceanos?

Sim, estamos falando desta Atlântida.

atlantida2

Resumidamente, de acordo com o filósofo grego Platão, Atlântida – do grego ???????? ?????, ilha de Atlas – foi uma grande potência naval fictícia localizada além das Colunas de Hércules e que apesar de ter realizado diversas conquistas em partes da Europa ocidental e África por volta de 9.600 a.C., sucumbiu ao tentar um ataque contra Atenas e em apenas uma noite, com a permissão dos deuses, desapareceu no mais profundo do Oceano Atlântico. Na verdade, Atlântida foi mencionada dentro de uma alegoria sobre a arrogância (hubris ou hybris) das nações, onde representava o pode naval adversário que assediava a Atenas Antiga.

História antiga a parte, de acordo com as pistas dadas pela autora e do que foi revelado por alguns poucos sites, os fãs devem estar prontos para absorver um reino submerso chamado Atalantaya, construído e governado por esta poderosa entidade milenar que também é detentora de todo o conhecimento vampírico do universo.

Mas, você que acompanha as Crônicas Vampirescas de Anne Rice, deve estar se perguntando onde esteve essa tal entidade até agora, não é mesmo?

De acordo com fontes confiáveis, por milhares de anos e ao longo das Crônicas Vampirescas, esta entidade (espírito ou “força”, como queiram chamar) foi ignorada por ser considerada algo benigno. Mas em Prince Lestat and the Realms of Atlantis a história muda completamente de figura. É por intermédio deste espírito que é narrada a história de uma grande potência naval dos tempos antigos (como a Atlântida de Platão), uma força que construiu e governou um grande e lendário império, um verdadeiro paraíso sobre a Terra, situado próximo ao Oceano Atlântico.

O que aconteceu com este império? Submergiu e deixou de existir junto com a queda de Atlântida? Ou foi recolhido pelos deuses submersos? De que maneira e quais eram as metas em longo prazo desta entidade? Por que Lestat e todos os outros vampiros devem começar a levar em consideração este antigo espírito que governava o reino perdido de Atalantaya, dentro dos reinos submersos de Atlântida?

Infelizmente eu ainda não tenho as respostas para estas perguntas e creio que teremos que aguardar o lançamento do livro – que nos Estados Unidos está marcado para dia 29 de Novembro deste ano – para podermos entender como é que Anne Rice conseguiu fazer um crossover tão original e arriscado, embora ela não seja a primeira escritora a retomar o aspecto alegórico da Atlântida de Platão em suas obras, mas este é um assunto para outra postagem.

Em tempo, ainda não há previsão de quando a edição impressa de Prince Lestat and the Realms of Atlantis será lançada no Brasil, mas caso você tenha interesse em adquirir o livro em seu idioma original (Inglês), você já pode o encomendar em versão e-book Kindle no site brasileiro da Amazon.


Para mais informações sobre estas e outras novidades durante a semana, os convido para curtir a página no Facebook e também conhecer a outra residência da Via Escarlate que está de volta a ativa depois de alguns meses em hiatus. Até a próxima!

Facebook Comments

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Blog