Back to Blog

Os clãs: Tzimisce

 

 

 

Reservados e perspicazes, os Demônios (como são conhecidos no sabá) são a alma da seita Sabá e são o que podemos ver como eruditos e cientistas imortais na maioria das vezes.

O clã Tzimisce possui membros em várias partes do globo, mas sua origem vem da região da Romênia (o próprio nome do clã é de origem romena).

São fascinados pela evolução e modificação em prol de uma maior funcionalidade e isso é frequentemente obtido por meio de seu aterrador poder chamado de Vicissitude. Para os Demônios os outros seres são inferiores e os vampiros merecem reinar sobre todos, isso não os faz serem mal educados, muito pelo contrário, os Tzimisce são excelentes anfitriões e sempre recebem muito bem seus convidados, só lembre-se de levar um mimo quando for visitar um Demônio, afinal é de bom tom.

 

Os Demônios são seres muito territoriais e se apegam muito aos seus refúgios frequentemente transformando-os em fortalezas. Um Tzimisce precisa dormir próximo de solo ancestral ou de um lugar que lhe era importante em vida para poder repousar tranquilamente, essa é a maldição do clã. Muitos deles dormem rodeados de terra da cidade de onde nasceram ou carregam com eles amuletos ou tijolos de onde foram abraçados, varia muito de um indivíduo para o outro já que até os locais variam.

 

Suas disciplinas são Auspícios, Animalismo e Vicissitude.

 

Auspícios é um poder utilizado por ele para expandir o conhecimento, seja lendo a mente de outras pessoas, fazendo viagens no plano astral ou mesmo investigando objetos.

 

O Animalismo é tratado de forma muito diferente por eles se comparado aos Gangrel. Enquanto o clã da Besta prefere uma interação harmônica com a natureza e os animais, os Tzimisce preferem reinar sobre o meio natural e modificá-lo aos seu bel prazer. Tzimisces não tem afeição por suas criações e sim pelo ato de criar, ao menos é assim na maioria dos casos.

 

Vicissitude é o poder de moldar a carne e os ossos. Essa curta frase por si só já é aterrorizante. Eles utilizam esta disciplina para criar máquinas de matar eficientes como os chamados “Cães do inferno” ou “Hellhounds”, são na verdade cães carniçais que são submetidos à diversas modificações em seus corpos para se tornarem mais resistentes e letais. Isso obviamente não se limita aos animais e não raramente os Tzimisce fazem de seus carniçais humanos seres grotescos com uma capacidade de combate muito superior. Uma coisa é certa, geralmente as criações não são bonitas mas sempre são úteis. Existem casos de refúgios de Demônios que são inteiramente feitos de carne em seu interior e na verdade esses refúgios são vivos e reagem a invasores, sem dúvida este poder concede o apelido de Demônios.

 

“Bem-vindo; mil vezes bem-vindo! Estou honrado em podermos deixar de lado nossas tolas rivalidades sobre a Jyhad por uma noite, e que você possa estar sob o meu umbral neste espírito de… O quê? Você primeiro? Ahh… Esse barulho! Ninharias! Nada com o que se preocupar, doce visitante!”

Os Tzimisce escolhem muito bem suas crias e praticamente nunca abraçam por capricho, se você foi escolhido é por possuir uma perspicácia ou astúcia acima do normal, pois para os Demônios é muito importante que suas crias possam colaborar com os avanços do clã. Os Tzimisce não são muito adeptos de jogos sociais sendo assim são raros os que abraçam por vislumbrar habilidades sociais latentes. Não importa como você expressa sua genialidade, seja ela através de pesquisas e estudos ou mesmo de assassinatos em série, um Demônio irá reconhecer e lhe abraçar.

 

Os Tzimisce possuem uma disciplina mágica que não é dominada por todos eles, mas é um conhecimento relativamente difundido no clã, é a chamada feitiçaria Koldun ou Koldunísmo. Foi aprendida pelo Anti-diluviano Tzimisce em terras ancestrais (existem lendas de que ele aprendeu com um demônio que vivia embaixo da terra em um vilarejo na região que hoje é a Romênia). É algo como magia da natureza e suas linhas seguem os 4 elementos básicos da natureza e o 5° que é da cultura pagã ou wicca que é o espírito. As linhas elementais permitem façanhas com cada um dos elementos, isso é meio óbvio, mas a do espírito permite uma percepção muito além do normal mesmo para um usuário de auspícios.

 

Tzimisce são monstros que causam repulsa e parecem insanos para os que os conhecem mais de perto, mas para os que mantêm uma distância segura são sujeitos tranquilos e muitas vezes agradáveis.

 

No próximo artigo falarei sobre os Anti-Tribu, os membros que deram as costas aos seus anciões e se filiaram a seita rival.
Boa noite, Neófito.

Facebook Comments

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Blog